“Vou fazer um protesto na porta da Globo”, avisa Lula

Preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, Lula conversou por duas horas com o jornalista Bob Fernandes. O vídeo foi postado no YouTube e parte da entrevista exibida na TVE da Bahia.

Ao falar de planos, o ex-presidente revelou a intenção de se manifestar contra a maior emissora do País. “Eu tenho que fazer um protesto, é uma coisa que eu queria fazer antes de ser preso, na porta da Rede Globo de Televisão.”

Lula tem a intenção de confrontar os herdeiros do fundador da empresa e o diretor-geral de jornalismo do canal, diz o Terra.

“Preciso dizer umas boas para os Marinho e para o Ali Kamel. Tenho arquivado todas as horas que esses caras falaram mal de mim.”

Referindo-se a si mesmo na terceira pessoal, o líder petista afirma ter dados que apontariam suposta perseguição da Globo.

“Só em 2018 foram duzentos Jornais Nacionais contra o Lula. Já passaram de quatrocentas horas demonizando o Lula e endeusando o Moro.”

Na avaliação de Lula, “a Rede Globo assumiu o comando político da maledicência nesse País”.

“Todo o ódio contra a Copa do Mundo (de 2014, no Brasil), todo o ódio de 2013 (ano de protestos contra o governo Dilma) e todo o ódio contra a política é incentivado e mastigado pela Globo”.

Ainda a Bob Fernandes, o ex-presidente condenado na Operação Lava Jato reiterou a necessidade de uma lei de regulação das empresas de comunicação. Ele tentou, sem sucesso, emplacar essa pauta durante seus oito anos no Palácio do Planalto.

“A Globo acha que quem tem que regular a televisão é o controle remoto”, critica.

Lula refuta o argumento de que a regulação poderia representar risco à liberdade de imprensa. “Censura, quem diz, são os donos das empresas (de comunicação).”

19/08/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)