Rock in Rio: shows começam com homenagem a Ágatha e Marielle

Ex-integrante do Dream Team do Passinho, a funkeira carioca Lellê aproveitou seu show, na abertura do palco Sunset do Rock in Rio 2019, na tarde desta sexta-feira (27), para homenagear vítimas da criminalidade no Rio. Ela pediu aplausos a Ágatha Félix, estudante de 8 anos morta por uma bala perdida no complexo do Alemão (zona norte do Rio), na última sexta-feira (20), e a Marielle Franco, vereadora do Rio assassinada em março de 2018.

A imagem de Marielle foi estampada no telão do palco. Lellê, que em parte do show dividiu o palco com Blaya, brasileira radicada em Portugal, também reverenciou o DJ Rennan da Penha, funkeiro preso por suposto envolvimento com traficantes. Embora muito contestada, a prisão dele é mantida há cinco meses pela Justiça. Rennan concorre ao Grammy Latino pela produção de um clipe de Nego do Borel. Ao se referir a Marielle, exaltou a participação feminina na sociedade.

Na plateia, centenas de fãs – e até quem estava trabalhando no festival – dançaram ao som dos funks de Lellê: “Ela é incrível”, resumiu uma gari que interrompeu por alguns minutos o trabalho para fazer passos de “Faz Gostoso”, sucesso de Lellê. “Não dá pra deixar passar essa oportunidade”, divertiu-se a mulher, que preferiu se identificar apenas como Maria.

Às 16h55, quando foi anunciado o início do show da cantora Karol Conka no mesmo palco Sunset, houve uma correria na área central da Cidade do Rock: dezenas de pessoas tentaram garantir seu lugar na primeira fila. Às 17h20, o tempo permanecia nublado e ventava bastante na Cidade do Rock, mas não chovia.

28/09/2019

(Visited 4 times, 1 visits today)