Marx Beltrão e parlamentares recebem pauta legislativa dos bairros do Bebedouro, Mutange e Pinheiro

O deputado federal Marx Beltrão (PSD), coordenador da bancada federal alagoana no Congresso Nacional, recebeu na tarde desta segunda-feira (19) uma pauta legislativa unificada formulada pelos moradores do Pinheiro, do Bebedouro e do Mutange. A pauta reúne demandas rumo a soluções para os problemas enfrentados pelas comunidades atingidas por rachaduras e afundamentos nestas regiões da capital alagoana. A formulação do documento foi sugerida pelo próprio Marx Beltrão, em reunião ocorrida no último dia 6 de agosto.

Também receberam a pauta unificada representantes da Assembléia Legislativa, como os deputados Davi Davino Filho (PP) e Cabo Bebeto (PSL). Da Câmara de Vereadores, receberam o vereador Francisco Sales (PPL) e Cleber Costa (PP). Representantes do senador Rodrigo Cunha (PSDB) também receberam o documento. A pauta unificada traz, de forma consolidada, as demandas dos moradores das localidades afetadas pelo problema, em três versões: uma voltada ao município de Maceió, uma ao governo estadual e outra ao governo federal.

“Esta é uma pauta de extrema importância porque se trata de uma demanda qualificada e que é dirigida a cada instância de decisão nos três âmbitos governamentais. O que diz respeito ao município, ao estado e ao governo federal. Nossa meta, e a meta de todos os parlamentares aqui presentes, é encaminhar as demandas e cobrar respostas em seu âmbito de competência e atuação. Assim, com este documento em três versões, os legisladores de Maceió, de Alagoas e os deputados federais e senadores terão mais subsídios para atuar de forma mais focada e assertiva nesta causa” defendeu Marx Beltrão.

Entre os itens integrantes da pauta estão vários tópicos, entre eles a “definição de calendário dos pagamentos das parcelas da ajuda comunitária para os moradores; a disponibilização das planilhas analíticas e detalhadas dos beneficiários desta ajuda humanitária; a apresentação de plano de evacuação para os moradores que estão inseridos no chamado arco de subsidência vermelho, apresentado nos laudos relatórios da CPRM; a garantia imediata de remoção das famílias do Mutange e do Bebedouro; e a apresentação de plano operacional de limpeza, manutenção e conservação dos aparelhos públicos da região”.

(Visited 1 times, 1 visits today)