Carcaças de animais denuncia abate clandestino em União dos Palmares

A interdição do matadouro de São José da Laje começa a causar preocupação. Isso porque, uma denúncia levou a reportagem do BR104 a uma espécie de “cemitério” clandestino de carcaças bovinas na manhã desta quarta-feira (17), na região da Camaratuba, no município de União dos Palmares, na zona da Mata de Alagoas.

Antes mesmo de chegar ao local, é possível avistar muitos urubus em conjunto voando sobre a região. O terreno que antigamente era utilizado como lixão, além de continuar sendo depósito de entulhos, agora se transformou em um ‘cemitério’ clandestino, onde são despejadas grandes quantidade de restos animais. Além disso, o mau-cheiro toma conta do lugar.

A denúncia também leva a crer a existência da prática de abate clandestino de animais. O descarte de animais mortos infringe leis ambientais e pode representar perigo para quem circula na região. O abate legal é supervisionado pela Agência de Defesa Agropecuária de Alagoas (Adeal). Não há informação quanto ao destino da carne e nem onde se localizada o ‘matadouro’ clandestino.

Além de ameaçar a saúde do consumidor, que consome carne sem procedência conhecida e muitas vezes impróprio para o consumo humano, o abate clandestino também que prejudica os comerciantes que abatem de forma correta, em frigorífico certificado e pagam seus impostos.

A reportagem procurou o coordenador municipal de Vigilância Sanitária, Claudemir Calado, mas ele não se encontrava na sede do órgãos. Funcionários da Vigilância Sanitária informaram ainda não ter sido notificados do caso.

17/07/2019

(Visited 2 times, 1 visits today)