Bolsonaro não comenta situação de ministro: “Estou de cabeça quente”

O presidente Jair Bolsonaro não quis responder nesta sexta-feira, 4, se manterá no cargo o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, denunciado pela Procuradoria Eleitoral em Minas no caso das candidaturas laranjas do PSL.

Ao retornar ao Palácio da Alvorada, no fim da tarde, Bolsonaro repetiu três vezes “sem comentários” e reclamou da imprensa ao ser questionado sobre a situação do ministro, único integrante do PSL no primeiro escalão do governo.

“Não tem coisas boas para perguntar? ‘Ralo’ o dia todo e não tem uma coisa boa para perguntar?”

Depois de conversar por cerca de 10 minutos com apoiadores na entrada da residência oficial, o presidente voltou a se dirigir aos jornalistas, mas para pedir desculpas. “Pessoal, me desculpa aí. Eu estou com a cabeça quente”, declarou, segundo o Terra.

Segundo os investigadores, Álvaro Antonio articulou um esquema de lançamento de candidaturas femininas sem a intenção de eleger as candidatas, apenas para acessar recursos do fundo eleitoral.

Casal de franceses

Na porta do Alvorada, o presidente afirmou que a imprensa “perdeu a oportunidade” de conversar com um casal de franceses que estava misturado entre os seus apoiadores. “Não queremos que o que está acontecendo lá (na França) aconteça no nosso País”, disse.

Na conversa com Bolsonaro, traduzida por um terceiro apoiador, os franceses criticaram o presidente da França, Emmanuel Macron, e a imigração islâmica ao País europeu, de acordo com pessoas que acompanharam o diálogo.

Os jornalistas e os apoiadores de Bolsonaro ficam separados por uma grande na entrada do Alvorada. O presidente costuma parar diariamente pela manhã e, às vezes, ao fim de tarde, no local para tirar fotos com seus fãs e responder a perguntas da imprensa.

05/10/2019

(Visited 6 times, 1 visits today)