Acusado de causar acidente fatal na antiga Amélia Rosa é condenado a mais de 9 anos

O réu Edmo Rui de Assumpção Santana foi condenado, nesta terça-feira (6), pelo 2º Tribunal do Júri da Capital, a nove anos, quatro meses e 15 dias por causar a morte de Daniel Araújo Monteiro enquanto dirigia embriagado a 170 km/h. O acidente aconteceu em fevereiro de 2015, na avenida Amélia Rosa, em Maceió.

A pena foi aplicada pelo magistrado John Silas da Silva, que conduziu o julgamento. “A conduta do réu se demonstrou altamente reprovável, e excede a normalidade do tipo, haja vista que crimes desta natureza, como o ora em comento, geram sentimento de revolta em toda a sociedade, visto que qualquer um poderia ter sua vida ceifada, sendo penalizado pela conduta irresponsável do acusado, razão pela qual esta circunstância é desfavorável ao réu”, destacou o juiz.

O julgamento, realizado no Fórum da Capital, terminou por volta das 19h40. Como o réu respondeu ao processo em liberdade sem nenhuma notícia de que cometeu outro crime ou que tivesse perturbado a ordem pública, o magistrado John Silas concedeu o direito de permanecer em liberdade até o trânsito em julgado da sentença ou até o julgamento de todos os recursos.

Após o trânsito em julgado, o réu deverá cumprir a pena em regime inicialmente fechado.

O caso

A esposa de Edmo, que estava no veículo com o réu, sofreu lesões e só veio a recobrar a consciência dois dias depois, no hospital. Daniel Araújo Monteiro morreu na hora. Em depoimento, o acusado confessou ter ingerido bebidas alcoólicas no dia do acidente. Disse também que não se lembrava com qual velocidade dirigia. Ele foi pronunciado em outubro de 2018.

Ascom – 07/08/2019

(Visited 4 times, 1 visits today)